fbpx

Calendário de datas comerciais: como planejar ações que vendem

15

MAIO, 2019

Notícias

Cronograma auxilia o lojista a aproveitar o potencial de venda das datas comemorativas

Dia das Mães, Dia dos Pais, Páscoa, Natal, Dia dos Namorados. Para quem trabalha no setor varejista, essas datas são ótimas oportunidades para estreitar o relacionamento com os clientes e registrar um incremento nas vendas. Além dessas comemorações, outros momentos do ano, como a volta às aulas e a mudança das estações climáticas, por exemplo, também podem alavancar o desempenho do comércio. Para que isso aconteça, no entanto, é fundamental que o lojista tenha uma organização prévia por meio de um calendário comercial.

Com o mapeamento das datas e das épocas importantes do ano – os chamados “ciclos do varejo” – é possível montar um cronograma de ações e de estratégias especiais de marketing para cada negócio. O segredo é entender bem qual é o posicionamento da loja e quem é o seu principal público. A partir desses dados, ao elencar as ocasiões mais alinhadas ao negócio – incluindo aquelas não muito conhecidas, que contém um elemento “surpresa” para o cliente –, o lojista pode potencializar os resultados e aproximar a marca dos seus consumidores.

Mas como desenvolver um calendário comercial prático e eficiente? A CDL Porto Alegre preparou um guia rápido com cinco passos fundamentais para a criação e execução desta ideia.

1. ESCOLHA AS DATAS MAIS SIGNIFICATIVAS
Para desenvolver um bom calendário comercial, o primeiro passo é entender quais são as datas mais significativas para cada negócio. Nesse processo, o lojista deve consultar o fluxo de vendas e as pesquisas de mapeamento de público. É preciso ir além do básico, pensando em datas nem sempre lembradas pelo comércio em geral, mas que dialogam com a loja e com os seus clientes. Além disso, é fundamental alinhar as datas escolhidas ao posicionamento do negócio. Se a loja defende a sustentabilidade, por exemplo, ela deve promover ações no Dia do Meio Ambiente.

2. ESTABELEÇA UM PLANEJAMENTO PARA CADA DATA
O segundo passo para o desenvolvimento de um bom calendário comercial é estabelecer um planejamento para cada data mapeada. Nesta etapa, é importante entender que o aumento das vendas não é o único foco; algumas datas desse calendário estarão voltadas para fortalecer a marca e o relacionamento com os clientes. No longo prazo, a soma das ações de incremento de vendas e de fortalecimento do posicionamento irão gerar resultados positivos ao negócio.

3. DETALHE O QUE SERÁ FEITO EM CADA DATA
É importante detalhar ao máximo o planejamento das datas que foram mapeadas no calendário. Haverá ações de marketing? Em quais canais? Quem serão os responsáveis pela ação? Qual o orçamento? Quais são as metas para cada ação? O que se espera alcançar em resultados? Nesse detalhamento, vale listar, também, o que será necessário para executar o que foi planejado.

4. ALINHE O CALENDÁRIO AO PLANEJAMENTO DO NEGÓCIO
Criado o calendário comercial, é hora de o lojista alinhar o cronograma ao planejamento estratégico do negócio. Essa ação dá credibilidade ao que foi feito e garante a sua execução.

5. USE O CALENDÁRIO PARA GUIAR A COMUNICAÇÃO COM O CLIENTE
Já que existe um calendário e um planejamento de ações a serem executadas durante o ano, nada melhor do que aproveitar essa vantagem competitiva e fortalecer a comunicação com o cliente. Ele deve ser o primeiro a saber das iniciativas programadas para cada data especial. Essa comunicação direta ajuda o consumidor a se preparar e a aproveitar melhor as promoções.

6. PREPARE O PÚBLICO INTERNO
De nada adianta ter um ótimo calendário comercial, com excelentes ações e promoções, se o público interno não for comunicado e não estiver preparado para executar o planejamento. Por isso, é fundamental investir na preparação e no treinamento dos vendedores do negócio.

___________________________________________________________________________
Você também pode gostar de: