CDL POA acredita em cenário promissor para os negócios de empresários varejistas

08

JANEIRO, 2019

Notícias

Alcides Debus destaca ambiente de confiança para o consumidor

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), Alcides Debus, o ano de 2019 começa sob o otimismo do empresariado com os novos governos no Estado e no País. Indicadores como a valorização recorde da bolsa de valores confirmam que, de fato, o crescimento da atividade econômica pode ser acelerado.

Debus também cita o fato de o real estar desvalorizado em relação ao dólar, o que pode facilitar a entrada de mais investimentos estrangeiros. O presidente da CDL acrescenta que os juros mantidos em patamares baixos também ajudam nesse contexto. Mas, talvez, nenhum fator seja tão importante quanto o ambiente de confiança, o que faz com que “o consumidor possa voltar a acreditar e sentir vontade de puxar o cartão de crédito e começar a se endividar, fazer parcelas e consumir”.

A consolidação desse cenário positivo dependerá muito do desempenho dos novos governos. No Rio Grande do Sul, Debus observa que o Estado precisa de “dinheiro novo”, ou seja, a criação de novos negócios. Da gestão Eduardo Leite no Palácio Piratini, o presidente da CDL POA espera “ações efetivas voltadas ao mercado, ao investidor”.

No âmbito nacional, Debus acredita que existe um compromisso do governo em reduzir gastos e tornar o Brasil mais eficiente. Mas também será fundamental a atração de novos investimentos ao País, pois é a partir deles que haverá a geração de novos empregos, o que irá aquecer a economia.

Enquanto entidade empresarial, Debus aponta que a CDL POA “tem inteligência de dados, com uma estrutura de pessoas e capacidade de gerar e entregar valor aos associados e entidades parceiras”. Para 2019, o grande trabalho será a ampliação de parceiras da entidade no interior do Rio Grande do Sul. “Estamos próximos de 200 associadas entre CDLs, Sindilojas e ACIs, entidades do varejo e área da indústria, que trabalham com as nossas soluções”, aponta. “Temos soluções em tecnologia (softwares, por exemplo, que ajudam no planejamento de compras), além de outros benefícios como certificação digital.”

O dirigente acrescenta que uma pequena incubadora está em fase de estruturação neste ano, na sede da entidade em Porto Alegre, com o objetivo de dar andamento a projetos de startups varejistas.

 

*Fonte: Jornal do Comércio
*Foto: Marco Quintana – Jornal do Comércio