fbpx

CDL POA integra Pacto Alegre em busca de soluções para a Capital

26

MARÇO, 2019

Notícias

No dia em que Porto Alegre completa 247 anos, o movimento Pacto Alegre prepara um diagnóstico dos principais desafios que a Capital tem de enfrentar para fomentar a inovação, atrair investimentos e reter seus talentos. A primeira reunião de trabalho do Pacto ocorreu nesta terça-feira (26), com a meta de engajar o maior número possível de entidades, empresas e órgãos públicos na criação de um ambiente favorável a inovações, cultura e qualidade de vida para a cidade. Alinhada aos propósitos da ação, a CDL Porto Alegre integra o movimento, com foco em soluções e inovação para o varejo.

O Pacto Alegre é uma iniciativa da Aliança pela Inovação, entidade que une Ufrgs, Pucrs e Unisinos, em conjunto com a prefeitura e organizações. A mesa de integrantes do Pacto, que deverá ser composta por mais de 75 entidades, busca um consenso sobre quais serão as soluções a serem encontradas para estimular o desenvolvimento da Capital, mas se acredita que temas como educação e conexão digital deverão estar entre os escolhidos.

A cerimônia iniciou às 8h, desta terça-feira (26), com a recepção de convidados no Palácio do Comércio, no Centro, e marcou a posse simbólica dos integrantes da mesa e o lançamento do site da ação. Depois de uma apresentação para a imprensa, a partir das 10h foi realizada uma reunião de trabalho entre os membros do Pacto, dentre os quais, o presidente da CDL POA, Alcides Debus, além da participação especial do consultor espanhol Josep Piqué.

“Depois da definição sobre quais são os desafios mais urgentes, ao longo de 30 dias serão desenvolvidos os projetos destinados a superá-los. A ideia é que cada projeto possa oferecer algum resultado prático já em um período de seis meses, embora possa durar mais tempo do que isso”, explica o coordenador da iniciativa, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho.

Entre as metas a serem buscadas deverão estar melhorias na educação e formas de ampliar a conectividade digital de Porto Alegre. Um dos grandes objetivos do grupo, formado por representantes de órgãos públicos, empresas, universidades e outras entidades civis, é aumentar a qualidade de vida na cidade, torná-la mais atraente para investimentos e capaz de reter profissionais de alta competência.

 

Como funciona

– A Aliança para Inovação é um grupo que reúne esforços de três das principais universidades gaúchas — Ufrgs, Pucrs e Unisinos — em projetos destinados a criar um ambiente criativo e inovador em Porto Alegre;

– Grupo já vem trabalhando em parceria com outras entidades, como Fiergs e Prefeitura de Porto Alegre, para estimular ações de inovação na cidade;

– O projeto foi apresentado em julho e, em novembro, foi formalizado o Pacto Alegre, destinado a incluir o maior número possível de entidades públicas e privadas da cidade;

– O Pacto Alegre inclui uma espécie de mesa, formada nesta terça-feira (26), onde terão assento pelo menos 75 entidades que deverão propor projetos inovadores e se responsabilizar por eles – dentre essas entidades, participa da mesa a CDL Porto Alegre;

– Esses projetos podem incluir iniciativas para estimular o conhecimento de tecnologia na cidade, como o ensino de lógica ou robótica, favorecer o lançamento de startups ou facilitar o acesso a serviços públicos por meio da tecnologia, por exemplo;

– O pano de fundo da iniciativa é, a médio e longo prazos, criar um ambiente favorável a investimentos e à permanência de talentos na cidade, gerando mais emprego e renda.