Dia das Mães de 2019 deve gerar movimentação financeira de R$ 400 milhões no RS

29

ABRIL, 2019

Notícias

Projeção se refere a um aumento de até 2% nas vendas em relação a 2018, já com o desconto da inflação

Segunda data comemorativa do ano mais aguardada pelo varejo depois do Natal, o Dia das Mães promete impulsionar a movimentação financeira do comércio, em 2019, mesmo que de forma moderada. De acordo com estudo técnico da CDL POA, as vendas podem registrar incremento de até 2% no Rio Grande do Sul. O percentual corresponde à movimentação financeira prevista para o Estado, entre R$ 390,7 milhões e R$ 402,6 milhões. Para a Capital, a projeção está estimada entre R$ 80 milhões e R$ 82,4 milhões. “Esses números são as previsões mínimas para a data, já que os dados utilizados neste cálculo vêm de fontes amostrais”, diz o economista-chefe da Entidade, Oscar Frank, responsável pelo estudo.

Para aferir o comportamento dos consumidores neste Dia das Mães, 501 casos foram entrevistados e 77% afirmaram que irão presentear na data. A maioria (56%) também prefere ir até um shopping para comprar os presentes. Entre os itens escolhidos para agradar as mães estão roupas (29%), perfumaria (19%), calçados (9%), acessórios (8%), flores (7%) e eletrodomésticos (7%). A maior parte (60%) vai gastar o mesmo valor que gastou em 2018, sendo R$ 201 o ticket médio para os presentes. A análise para a data comemorativa foi encomendada pela CDL Porto Alegre à Vitamina Pesquisa. Os números coletados na Capital gaúcha norteiam o varejo porto-alegrense e auxiliam no prognóstico do consumo nos municípios da região metropolitana e no interior do Estado.

Neste ano, ganha destaque na pesquisa de Dia das Mães da CDL Porto Alegre o presente dos sonhos. Ao serem questionados sobre o que dariam para as mães, se pudessem optar por qualquer presente, independentemente do valor, 50% dos entrevistados escolheram uma viagem. “Esse dado corrobora uma nova tendência sobre o hábito dos consumidores. Cada vez mais, se consolida a preferência por vivenciar experiências e não só adquirir um produto”, avalia o presidente da CDL Porto Alegre, Alcides Debus.

O dirigente da Entidade ressalta a necessidade do varejo de entender mais profundamente o comportamento do consumidor, as tendências de consumo do mercado local e o perfil dos presenteados nas datas comemorativas: “O Dia das Mães abre nosso calendário de pesquisas anuais com um novo formato na apuração de dados, agora mais completo, prevendo uma projeção de movimentação financeira realista e palpável, a partir de um estudo técnico do nosso economista-chefe Oscar Frank, e um diagnóstico aprofundado de comportamento, com uma análise de campo apurada pela Vitamina Pesquisa. Para este Dia das Mães, identificamos que os consumidores percebem o empoderamento como uma característica preponderante entre as mães, o que se comprova com sua responsabilidade financeira dentro das famílias, já igualitária para a maioria dos casos entrevistados (44%)”.