fbpx

Donald Trump e seu impacto no Brasil

23

JANEIRO, 2017

Economia

Na semana passada, tomou posse o novo presidente dos EUA, o empresário Donald Trump. Enfrentando protestos contrários à sua posse, o líder da maior economia do mundo tem o desafio de começar o seu governo com o baixo índice de 40% de aprovação, segundo pesquisa da CNN/ORC.

Trump, quando candidato, prometeu políticas de viés protecionista para o seu país e também ações de estímulo à produção e à geração de emprego. Justamente em resposta a essas  propostas, o Federal Open Market Committee (Comitê dentro do Banco Central americano que decide a meta para a taxa básica de juros dos EUA) optou por aumentar a taxa de juros, como discutido nesse post da semana passada.

Além dos efeitos da política monetária no nosso país, precisamos pensar nos efeitos para o Brasil de uma possível mudança na postura da política externa americana, caso Trump transforme o discurso de candidato em prática. Em primeiro lugar, vamos pensar nos efeitos diretos sobre o Brasil, isto é, na relação comercial direta Brasil-EUA, já que o país americano é o nosso segundo maior parceiro comercial. Como o novo presidente americano prometeu rever o negativo saldo de sua balança comercial, o Brasil pode ser prejudicado nesse ponto. Ainda assim, existe a oportunidade de fazermos novas parcerias comerciais com os EUA, através de acordos bilaterais.

Em segundo lugar, devemos observar os efeitos das possíveis mudanças americanas na política externa com os outros países e como isso pode ser uma oportunidade para o nosso país. Se Trump optar por diminuir suas relações comerciais com a China (como previsto), teremos uma excelente oportunidade de aumentar as relações comercias brasileiras com o país asiático. Esse mesmo exemplo vale para o México e para os demais países latinos.

Ainda que a posse do novo presidente dos EUA desagrade muitas pessoas, a democracia deve ser respeitada, até porque não houve nenhum motivo até agora que justificaria o afastamento de Trump da liderança de seu país. Por tudo isso, a mudança de comando na maior economia do mundo será de possíveis oportunidades para o Brasil, se ficarmos atentos para elas.

*VICTOR SANT’ANA É ECONOMISTA DA CDL PORTO ALEGRE E POSSUI GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS E MESTRADO EM ECONOMIA APLICADA PELA UFRGS.

CDL POA

Rua Senhor dos Passos, 235 - 1º andar
Centro Histórico - Porto Alegre/RS
CEP 90020-903

(51) 3017 8000

[]
1 Step 1
NEWSLETTER
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right