fbpx

Gaúcho gasta com serviços bancários seis vezes o que poupa para a aposentadoria

21

OUTUBRO, 2019

Notícias

Há várias opções para guardar dinheiro para a aposentadoria e não apenas em planos de previdência privada

O gasto médio mensal das famílias gaúchas com planos de aposentadoria privada é de R$ 9,35. É pouco, pois representa apenas 0,2% na despesa total do mês. Fica até abaixo da média nacional, que é de R$ 11,40, com o detalhe de sermos o Estado onde a população envelhece mais rápido.

Com o futuro preocupante da previdência social e o andamento da reforma da Previdência, as pessoas deveriam direcionar mais esforços para as economias para a aposentadoria. E não precisa ser apenas nos tradicionais planos de previdência privada. Até mesmo porque muitos costumam cobrar taxas altíssimas de administração. Há várias aplicações financeiras interessantes para investimentos de longo prazo.

— Famílias com renda superior a R$ 23.850 poupam R$ 192,29 para esse fim no Brasil. No Rio Grande do Sul, são R$ 118,41 — enfatiza o economista-chefe da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), Oscar Frank, em outro recorte das tabelas do IBGE.

O dado instiga ainda mais quando comparamos com outra informação da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF): o gasto com serviços bancários. A família gaúcha gasta com serviços bancários 6,19 vezes o que poupa para a aposentadoria privada. A diferença é bem maior do que na média nacional, que é de quatro vezes.

Gastos mensais das famílias

Investimento em previdência privada:

RS: R$ 9,35

Brasil:  R$ 11,40

Gastos mensais das famílias

Serviços bancários:

RS: R$ 57,93

Brasil: R$ 46,23

No Rio Grande do Sul, são R$ 57,93 dos gastos do mês direcionados para essas despesas com bancos, que, a coluna arrisca dizer, poderiam ser reduzidas sem grandes dificuldades. Seja na renegociação das taxas de manutenção de conta, do cartão de crédito e até pedir isenção de cobrança para um número determinado de transferências bancárias.

Como faz isso? Converse com o gerente do seu banco, compare com as condições oferecidas por outras instituições, mas antes entenda onde está a sangria na cobrança das tarifas. Avalie até usar apenas um cartão de crédito para a família toda, desde que as pessoas se comprometam a quitar suas parcelas em dia, e aproveite até o acúmulo do programa de pontos em apenas uma conta.

Fonte: Site GZH – Coluna Giane Guerra