Perspectivas NRF: do físico para o digital – Por Rafael Guerra

12

FEVEREIRO, 2019

Notícias

Já fazem alguns anos que o movimento de migração das lojas físicas para o ambiente digital começou. Muitas marcas geraram tendência e novas empresas surgiram com essência digital. E no meio disso tudo, a mudança de comportamento do consumidor ao longo dos anos, que obrigou uma reinvenção de todos os segmentos.

Um dos assuntos bastante discutidos durante a NRF 2019 Retail´s Big Show foi a migração das lojas digitais para o ambiente físico. O caminho inverso do que vem ocorrendo há algum tempo. Esse movimento tem se acelerado nos últimos anos, e justamente por valorizar outro atributo na relação do consumidor com as marcas, lojas e ambientes: a experiência. Apesar da dita conveniência da compra online e de todos os dados e informações de jornada de compra e navegação dos consumidores no ambiente digital, faltava o olho no olho, a vivência, a conexão da marca com o consumidor. A percepção da emoção do consumidor por parte do lojista.

Nas visitas técnicas que realizamos em 16 operações varejistas de NY, algumas se destacaram pela forma de realizar essa adaptação e legitimação do phygital, unindo os mundos físico e digital. Se somarmos a isso, oferta de produtos de qualidade, excelente comunicação com os consumidores em todas as plataformas e altamente desejada, podemos falar da Glossier. Criada pela blogueira e influenciadora digital Emily Weiss, foi de um perfil do instagram para o e-commerce e mais recentemente para a loja física. Linguagem de comunicação adequada para o público, claros benefícios do produto (“cosméticos que cuidam da pele”) e acessível para todos os bolsos. A marca virou hype, desenvolveu os principais atributos para ser desejada e admirada pelas consumidoras de cosméticos e muitas personalidades – em 2018, a cantora Beyoncè usou produtos ainda não lançados pela marca, durante participação no Grammy.

A forte presença digital, com produtos diferenciados e com identidade própria, oportunizou à Glossier instalar sua loja física – após uma popup store – no tradicional bairro do Soho. A loja física apresenta os atributos e propriedades da marca. Minimalista, exposição adequada dos produtos e preços acessíveis, oportuniza as clientes experimentar os produtos. A equipe de atendimento usa uniformes conectados com a marca – predominantemente rosa e branco – e a marca valoriza o BOPIS (Buy Online & Pickup in Store), conectando-se aos consumidores no ambiente digital, mas não deixando em segundo plano a experiencia física.

Com tantos atributos de inovação, conexão com consumidor e reconhecimento, a Glossier é um dos destaques do varejo norte-americano e com toda condição de ampliar sua atuação para outros mercados. No digital e no físico.

__________________________________________________________
Rafael Guerra
Relações Públicas
Gestor de Marketing da CDL Porto Alegre

 

VEJA TAMBÉM