Reunião sobre impactos do coronavírus no varejo conta com a colaboração da CDL POA na Prefeitura da Capital

17

MARÇO, 2020

Notícias

CDL Porto Alegre participa de reunião com prefeito municipal, Nelson Marchezan Júnior, e entidades representativas como Fiergs, AGV, Sindilojas, ABIH, Sindha, ACPA, FCDL, ADCE, Abrasel, nesta terça-feira (17), para debater os impactos sociais e econômicos do coronavírus (Covid-19) na Capital.

Dentre as argumentações apresentadas estão a preocupação com a disseminação do vírus em maior escala e os resultados da proliferação no comércio local, o que implica em faturamento, manutenção de salários de funcionários, pagamento de fornecedores e uma possível inviabilidade de negócios.

O presidente da CDL Porto Alegre, Irio Piva salientou que a Entidade está à disposição da Prefeitura para colaborar com a minimização dos prejuízos causados pelo coronavírus à sociedade, avançar nas medidas sanitárias de proteção – como controle de circulação e ocupação de áreas coletivas. Também, solicitou colaboração do Governo Municipal para desonerar empresas, diante do caos econômico que já apresenta: “quase a totalidade dos segmentos já apresenta balanços deficitários, com quedas de comercialização entre 30% e 50% na Capital”.

O prefeito Marchezan assegurou a publicação de um decreto, até o fim do dia, que restringe funcionamento de locais com aglomeração de pessoas: academias, cinemas, bares, teatros, shoppings centers e eventos em geral. Ainda salientou que o momento é de responsabilidade social, onde todos terão prejuízos de alguma forma e que a crise será mais intensa nas próximas semanas, com expectativa de duração total de 20 semanas.